HQ - Lembranças de chuteiras

No fatídico ano de 2014 a seleção brasileira completou 100 anos de uma emocionante história esportiva que vai muito além das glórias de cinco títulos mundiais e de fracassos monumentais como as duas copas no Brasil (1950 e 2014).
Como num bom romance, a seleção passa por momentos difíceis, desacreditada, se transforma em gigante e, outras vezes, acaba tropeçando nas suas próprias fraquezas e se transforma num fiasco sem precedentes como na semifinal de 2014 diante de seus torcedores.
Uma história de alegrias e tristezas que ecoam no fundo da alma do brasileiro que tem com ela uma relação de amor passional que pode ir da lua de mel ao rancor em 90 minutos.
A seleção brasileira deveria ser tratada como patrimônio do nosso povo e não “maltratada” pela incompetência administrativa e ganância financeira que parecem assolar esse país.
A HQ vai contar, através da história pessoal de um jornalista esportivo, já no final da vida e que sofre do mal de Alzheimer, passagens marcantes do selecionado canarinho.
A vida desse cronista se confunde com a trajetória do Brasil durante as Copas. Sua memória recente é prejudicada pela doença mas suas lembranças mais antigas permanecem intactas e é no passado que ele vai se refugiar.
Os mundiais de futebol vão servir de fundo pra tratar dos costumes, política, enfim um pouco da história do Brasil. Ao misturar futebol com a vida comum do brasileiro queremos envolver o leitor e despertar a vontade de conhecer o seu próprio país.
Acontecimentos pessoais vão se desenrolando enquanto o Brasil avança nas Copas tendo como ligação um personagem que viveu todos esses momentos muito perto dos protagonistas e que vai narrar essas aventuras e desventuras entre lembranças, esquecimentos e saudades.

Agradecimento especial a Mattis, empresa que comprou a primeira tiragem e tornou esse livro um sonho possível. Golaço!

Graphic Novel

Título: “Lembranças de Chuteiras” (2015)
Autores: Alexandre “Cavalo” Dias, Wander Antunes e Weberson Santiago.
60 páginas – Capa dura
ISBN 978-85-918506-0-0
Lançamento dia 03/10 no Museu do Futebol.

ESCALAÇÃO

WANDER ANTUNES

Nosso jogador com experiência internacional nasceu em 1966, é goiano de Jataí.
Roteirista de quadrinhos,  publicou álbuns no Brasil, França e Espanha.
Entre seus trabalhos estão “A boa Sorte de Solano Dominguez”, “O corno que sabia demais e outras aventuras de Zózimo Barbosa”, “Toute la poussière du chemin”, “Un paradis distant” e “Big Bill est mort”.
Atualmente dedica-se a ilustração editorial. Lembranças de chuteiras marca sua estreia como desenhista de história em quadrinhos.
WEBERSON SANTIAGO

O “garoto” da equipe nasceu em 1983 na cidade de São Bernardo do Campo no estado de São Paulo. E ele começou cedo.
Seu primeiro emprego foi numa banca de jornais aos 11 anos onde, além de vender as revistas, produziu alguns fanzines onde escrevia e desenhava.
Sua primeira publicação foi aos 16 anos na extinta revista da rádio Transamérica quando trabalhava no estúdio e escola Fábrica de Quadrinhos.
Trabalhou como colorista de histórias em quadrinhos pornográficas e fez alguns trabalhos para DC Comics, Marvel e Image Comics.
Em 2005 se tornou colaborador do jornal Folha de São Paulo e publicou em diversas revistas como Veja, Isto é, Rolling Stones, Carta Capital, entre outras.
Ilustrou mais de 100 livros para coleções Folha, editora Moderna, Globo, Abril, Leya e Martin&Claret.
Atualmente tem se dedicado a publicações autorais para crianças. Hipopô, seu primeiro livro como autor foi publicado pela editora Autêntica.
Mora em Mogi das Cruzes e dá aulas na Quanta Academia de Artes e Universidade de Mogi das Cruzes.

ALEXANDRE CAVALO DIAS

Nasceu em 1968 na cidade de São Paulo. Músico, escritor e roteirista de quadrinho.
Começou fazendo fanzines na faculdade com amigos e logo estava escrevendo pornôs e histórias de humor para diversas editoras.
Na Abril Jovem roteirizou histórias do Peninha, Zé Carioca, Urtigão e Margarida.
Fez roteiros para as primeiras histórias do Senninha, Pequeno Ninja e diversos quadrinhos para educação empresarial.
Lançou sua primeira graphic novel pela Brainstore chamada "Noite de Caça" com desenhos de Anderson Almeida.
Escreveu ao lado de Ricardo Gozzi um livro pela Ateliê editorial intitulado "Velhas Virgens - 18 anos de bar em bar" e uma graphic pela Editora Realejo "As eletrizantes e etílicas aventuras das Velhas Virgens" com roteiros feitos a partir de músicas da banda.
Um dos fundadores da banda "Velhas Virgens", desde 1986 na ativa.
Fundou a Gabaju Records em 1999, onde produziu e lançou 14 CDs das Velhas, 5 DVDs, uma griffe de roupas e outras coisas. Hoje tem, junto com seus companheiros de banda, uma marca de cerveja artesanal chamada Velhas Virgens Rocin’beer e um bar.
Toca em outras duas bandas: "Estranhos no Paraíso" e "Roberto Embriagado".






Postagens mais visitadas